Seja um Route Setter

Toda competição de escalada não acontece sem o trabalho dos Route Setters. Na busca de profissionalizar ainda mais o esporte e as competições, a ABEE tem procurado capacitar cada vez mais e certificar seus Route Setters para atuar nas competições nacionais, criando um plano de carreira para quem queira seguir a profissão.


Como ser Route Setter Credenciado ABEE

Para atuar como Route Setter nas competições nacionais, o profissional, além de ter a Licença de Route Setter ABEE, tem que passar por certificação conduzida pelo Head Setter ABEE, Anderson Gouveia, Route Setter Continental IFSC. As certificações são anuais e certificam o Route Setter em 5 níveis, cada um com suas respectivas áreas de atuação, responsabilidades e exigências.

Nível 1: Route Setter Regional

O proponente ao Nível 1 da carreira de Route Setter ABEE deve ter prévia experiência em montagem de
vias e boulders. A exigência mínima é 1 ano de experiência e o candidato deve escalar no mínimo 8A (em via) e V5 (em boulder). Após o Curso Nível 1,  de duração de 2 dias, o Route Setter estará habilitado a trabalhar em eventos regionais como Route Setter Regional. Curso NR35 para modalidade guiada e speed obrigatório para atuação.

Nível 2: Route Setter Chefe Regional/Aspirante Nacional

O proponente ao Nível 2 da carreira de Route Setter ABEE deve ter o Nível 1 e escalar entre 8c (em via) e V7 (em boulder). Após o curso Nível 2 o proponente poderá trabalhar como Route Setter Chefe Regional e ingressar no Nível 3. NR35 para modalidade guiada e speed obrigatório para atuação.

Nível 3: Route Setter Aspirante Nacional

O proponente ao Nível 3 da carreira de Route Setter ABEE deve ter os Níveis 1 e 2 e escalar entre 9b (em via) e V9 (em boulder). O aspirante a Route Setter deverá cumprir no mínimo 3 eventos oficiais e ser recomendado pelos seus avaliadores para o próximo nível. Curso NR35 para modalidade guiada e speed obrigatório para atuação.

Nível 4: Route Setter Nacional

Para acessar o Nível 4 da carreira de Route Setter ABEE o proponente deverá ter os Níveis 1, 2 e 3 e escalar entre 10A (em via) e V10 (em boulder). O Route Setter Nacional deverá ser indicado pelos avaliadores, (Chefes de Route Setter e Delegados Técnicos) para entrar no nível 4. Ainda, este deverá trabalhar no mínimo em 4 eventos oficiais para requisitar o Nível 5, bem como ter trabalhado em todas as modalidades, ter a indicação dos avaliadores e da comissão técnica da ABEE. Curso NR35 para modalidade guiada e speed obrigatório para atuação.

Nível 5: Chefe de Route Setters Nacional

O proponente deverá ter os Níveis 1, 2, 3 e 4, a indicação dos avaliadores e da comissão técnica da ABEE, ter trabalhado em eventos regionais, nacionais adulto e sub-20 em no mínimo 8 eventos. Este deverá também estar ativo no cenário nacional por pelo menos 2 anos. Curso NR35 para modalidade guiada e speed obrigatório para atuação.

Nível 6: Head Setter

Deverá ter os cinco níveis e ter atuado em eventos internacionais. Além disso, ter trabalhado em todas as modalidades e ser indicado pela comissão técnica e diretoria da ABEE. NR35 obrigatório.


Licença